Autor Tópico: Choque no mato (adeus herbicida)  (Lida 1069 vezes)

Adrianoroge

  • Aço Carbono
  • ***
  • Mensagens: 721
  • Tupã-SP
    • Ver perfil
    • adrianoroge
Choque no mato (adeus herbicida)
« Online: Novembro 26, 2016, 12:23:15 pm »
[youtube]mq5a8IJfVDQ[/youtube]

GYO

  • Aço Inox
  • ****
  • Mensagens: 5.907
  • Katuete, Paraguay
    • Ver perfil
Re:Choque no mato (adeus herbicida)
« Resposta #1 Online: Novembro 26, 2016, 12:39:15 pm »
 curtir curtir
Interessante... (ja vi algo semelhante no youtube)
Pelo  dito no video ja fás 15 anos que tao trabalhando nisso.
E melhor que o veneno liquido que se espalha com o vento, vai calar a boca de muito ecochato metido a ambientalixo...
La garantia soy yo!

Marco

  • Aço Inox
  • ****
  • Mensagens: 9.951
  • Jaboticabal - SP
    • Ver perfil
Re:Choque no mato (adeus herbicida)
« Resposta #2 Online: Novembro 26, 2016, 12:47:00 pm »
A tecnica é experimental, não tem a menor possibilidade de uso prático ainda. Quem sabe um dia...


Ha outras tecnicas em estudo, como o uso de robots na agricultura. Um dia eles virão, certo como dois e dois são quatro.


Outra possibilidade, que de certa forma já é usada mas deve aprimorar e popularizar com o tempo, é o uso de maquinas inteligentes para otimizar e reduzir a quantidade de produtos quimicos.
« Última modificação: Novembro 26, 2016, 12:49:07 pm por Marco »
Voe, enquanto suas asas aguentarem.

Adrianoroge

  • Aço Carbono
  • ***
  • Mensagens: 721
  • Tupã-SP
    • Ver perfil
    • adrianoroge
Re:Choque no mato (adeus herbicida)
« Resposta #3 Online: Novembro 26, 2016, 12:50:46 pm »
Marco o correto não seria 1+1=3, depois que resolvi essa conta muita coisa na minha vida mudou!

Marco

  • Aço Inox
  • ****
  • Mensagens: 9.951
  • Jaboticabal - SP
    • Ver perfil
Re:Choque no mato (adeus herbicida)
« Resposta #4 Online: Novembro 26, 2016, 12:51:40 pm »
 curtir
Voe, enquanto suas asas aguentarem.

Miguel

  • Aço Inox
  • ****
  • Mensagens: 4.758
  • Dr. em ciências ocultas e letras apagadas
    • Ver perfil
Re:Choque no mato (adeus herbicida)
« Resposta #5 Online: Novembro 26, 2016, 15:19:55 pm »
Posso estar errado mas imagino que a eletrocussão de uma tonelada de mato deve demandar energia que não compense o gasto, sem contar as perdas inerentes do sistema e a dispersão média.

Isto deve ser interessante para exterminar pragas do gramado, qualquer dia destes posso usar um trafo de ozonizador que está jogado ou algum flyback da vida, rsrs
"Algum dia,  invariavelmente,  haveremos de encontrar com nós mesmos, e somente de nós vai depender que seja a mais amarga das horas ou nosso momento melhor"

Marco

  • Aço Inox
  • ****
  • Mensagens: 9.951
  • Jaboticabal - SP
    • Ver perfil
Re:Choque no mato (adeus herbicida)
« Resposta #6 Online: Novembro 26, 2016, 15:53:08 pm »
Posso estar errado mas imagino que a eletrocussão de uma tonelada de mato deve demandar energia que não compense o gasto, sem contar as perdas inerentes do sistema e a dispersão média.

Isto deve ser interessante para exterminar pragas do gramado, qualquer dia destes posso usar um trafo de ozonizador que está jogado ou algum flyback da vida, rsrs


Sim, por isso eu disse que não ha aplicação pratica ainda.
Ha estudos com corrente elétrica, microondas, fogo...
Mas a tecnologia surpreende, supera obstaculos de alguma maneira. Carros eletricos usáveis eram uma utopia ha 20 anos, hoje com novas tecnologias já tem umas maquinas muito bacanas rodando por aí, baterias que eram um sonho já são realidade. Mesma coisa os celulares, que nem podem mais ser chamados de telefones hoje em dia.

E junto com isso surgirão uma nova geração de ecochatos, fazendo protestos pelos efeitos prejudiciais das correntes eletricas no meio ambiente, ou do efeito maléfico da destruição das ervas daninhas. Afinal, reclamar é preciso.

Dejavu.
« Última modificação: Novembro 26, 2016, 16:00:29 pm por Marco »
Voe, enquanto suas asas aguentarem.

Miguel

  • Aço Inox
  • ****
  • Mensagens: 4.758
  • Dr. em ciências ocultas e letras apagadas
    • Ver perfil
Re:Choque no mato (adeus herbicida)
« Resposta #7 Online: Novembro 26, 2016, 16:38:18 pm »
Nas florestas canadenses e americanas depois de se gastarem bilhões com a prevenção de incêndios chegaram a uma conclusão científica de que se o fogo se originar de causas naturais não deverá ser combatido, porque a própria natureza haveria de se consertar.

Neste estudo descobriram uma curiosa espécie de árvore que durante o fogo as suas estruturas que contém as sementes estouram e lançam os bagos com violência em direção ao solo, sementes estas que se enterram e se preservam para germinação futura.

Uma coisa em todo o processo é certa, para toda implementação do homem a natureza há de engendrar uma contra defesa, se vai demorar cem ou 1 milhão de anos já é um detalhe.

Imagino que em algum momento os vegetais começarão a não germinar próximos às redes de energia, rsrsrs
"Algum dia,  invariavelmente,  haveremos de encontrar com nós mesmos, e somente de nós vai depender que seja a mais amarga das horas ou nosso momento melhor"

Andrei R

  • Aço Inox
  • ****
  • Mensagens: 8.408
  • Porto Alegre - RS
    • Ver perfil
Re:Choque no mato (adeus herbicida)
« Resposta #8 Online: Novembro 27, 2016, 14:44:40 pm »
Difícil que isso aí tenha mais de 1000w. Talvez tenha nem metade disso. Qualquer birosca de bomba pra jogar herbicida deve gastar mais.

Miguel

  • Aço Inox
  • ****
  • Mensagens: 4.758
  • Dr. em ciências ocultas e letras apagadas
    • Ver perfil
Re:Choque no mato (adeus herbicida)
« Resposta #9 Online: Novembro 27, 2016, 15:00:09 pm »
Se o efeito esperado e estropiar a seiva há que se considerar a resistência ôhmica do caule, a conexão da raiz com a terra e um escambau a quatro

Talvez treinar saúvas de certo,rsrs

No buraco do brejo as formigas deram uma folga, agora descobri que elas afanam a quirela dos pássaros, mas tem que ser a quirela de melhor qualidade tipo "lavada"
"Algum dia,  invariavelmente,  haveremos de encontrar com nós mesmos, e somente de nós vai depender que seja a mais amarga das horas ou nosso momento melhor"

 

Templates: 2: index (default), Display (default).
Sub templates:6: init, html_above, body_above, main, body_below, html_below.
Arquivos de idioma:2: index+Modifications.english (default), index+Modifications.portuguese_brazilian-utf8 (default).
Folhas de estilo:0: .
Arquivos incluídos:17 - 528KB (show)
Acertos de cache:10: 0,00086s para 12.397 bytes (show)
Queries usada: 17.

[Mostrar Consultas]